Mattel é denunciada por explorar audiência de canal de youtuber mirim para anunciar produtos

WhatsappG+TwitterFacebookCurtir

24/02/2017|

Por

O projeto Criança e Consumo, do Instituto Alana, denunciou a fabricante de brinquedos Mattel ao Ministério Público de São Paulo, por realizar publicidade infantil, no último dia 15. A empresa lançou a promoção Você Youtuber Escola Monster High, em parceria com o canal do YouTube da influenciadora digital infantil Julia Silva, na intenção de promover a marca e os produtos da linha Monster High.

De acordo com Isabella Henriques, diretora de Advocacy do Instituto Alana, a ação viola o artigo 227 da Constituição Federal Brasileira, que garante o tratamento de crianças como prioridade absoluta, inclusive nas relações de consumo. “O Código de Defesa do Consumidor e a Resolução 163 do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda) também consideram a publicidade direcionada às crianças abusiva”, diz Isabella.

Ainda segundo a diretora, a propaganda em questão foi velada. “A criança vê aquilo como conteúdo de entretenimento, em uma relação de proximidade com os influenciadores digitais, como se fossem amigos dela”, comenta.

Apesar disso, Isabella diz que mesmo explícita, a publicidade traz desvalores, como consumismo e materialismo. “Com este bombardeio, a criança fica tolhida de sua própria liberdade, pois ela ainda não tem ferramentas para fazer uma análise crítica.”

Crédito: EBC

Crédito: EBC

Promoção

Com foco principal nas meninas, a ação usou a influência da apresentadora mirim junto a dois milhões de seguidores. Na primeira parte da ação, Julia publicou quatro vídeos ensinando outras crianças a se tornarem youtubers, a convite da Escola Monster High.

Sempre vestida com roupas das personagens, em um cenário decorado por bonecas e produtos licenciados da marca, Julia encerra a série lançando a promoção Escola Monster High, exclusiva para meninas de 4 a 16 anos.

Elas eram convidadas a postarem vídeos cumprindo desafios como a criação de penteados e visuais de moda inspirados no estilo das personagens. As ganhadoras levavam uma boneca Monster High e dois ingressos para um evento, realizado com a youtuber mirim, na sede da Mattel.

O afeto no lugar do brinquedo, sem a necessidade do consumo excessivo